sábado, 4 de agosto de 2012

O poder do perdão...


Tiro de dentro de mim toda amargura e todo ressentimento. Estou totalmente disposto a perdoar. Se me lembro de alguém que me prejudicou em algum momento, abençoo essa pessoa com amor e a liberto.  
Eu sei que ninguém pode tirar de mim o que é meu por direito. Aquilo que me pertence sempre voltará para mim. Se alguma coisa não voltar, é porque não me pertence. Eu aceito essa ideia em paz. Abrir mão do ressentimento é extremamente importante. Eu confio em mim mesmo.  
Estou protegido e sou motivado pelo amor.

Louise Hay