terça-feira, 23 de outubro de 2012

Sou um Ser único e irrepetível... !

Reconhecendo o Ser Umnico I 

 

 

Cada consciência multidimensional é um Ser único, com expressão própria, vivendo a Unidade. Apenas na 3ª Dimensão, a consciência é fragmentada em bilhões de partículas que se nutrem da ilusão de sua “individualidade”.
Assim, ao se tornar uma consciência multidimensional, você começa a experimentar a natureza do que poderia ser denominado um Ser Umnico.
O primeiro resultado desta expansão de consciência é a compreensão amorosa que abrange todas suas imagens-personagens e as partículas despertas do que Eu Sou.
Afinal, você tem consciência de que são partes, ao seu ritmo, do Ser Umnico. E que o diálogo com elas na 3ª Dimensão é, na verdade, um monólogo comigo na 5ª Dimensão.
Na Lei da 3ª Dimensão: “Amarás ao próximo como a ti mesmo”, estava uma chave para esta compreensão amorosa. 
Vou explicar melhor...
Você precisa exercitar permanecer desperto dentro do seu sonho. É sempre muito fácil cair no esquecimento do grande sonho tridimensional. Ao ficar desperto você lembra que o sonho é seu e só você tem a capacidade de respondê-lo. E lembra que foi você que escolheu as imagens-personagens que fariam parte do enredo que gravou em seu grande disco de vinil, antes de cair no esquecimento da 3ª Dimensão. Estas imagens-personagens são o seu “próximo”, aquelas partes de você que estão amorosamente convidando a lembrar-se o que se propôs experimentar a respeito do Amor, no grande sonho tridimensional. O Amor a si próprio num perfeito monólogo amoroso.
Ao alcançar uma compreensão amorosa sobre esta Lei da 3ª Dimensão, você percebe que, em Verdade, ela se transmuta numa Lei na 5ª Dimensão: “Amarás a ti mesmo porque assim estarás Amando o Todo”.
Esta compreensão amorosa opera o que você poderia considerar “milagres”. Isto porque suas imagens-personagens são também partículas do que Eu Sou. Elas atuam por Amor, como imagens-personagens no enredo do seu sonho. Mas, cada uma possui seu próprio enredo em seus discos de vinil.
Cada partícula tem o seu próprio enredo particular.
Quando você reconhece o que suas imagens-personagens o estão convidando a Amar em si próprio, simultaneamente você toca os discos de vinil daquelas imagens e as ajuda a despertar como partículas do que Eu Sou.
Este é um contínuo movimento amoroso, um bailado cósmico de partículas convidando-se mutuamente ao despertar da 3ª Dimensão.
Há um momentum em que todas as imagens-personagens se tornam partículas despertas do que Eu Sou.
No momentum em que todas as imagens-personagens se tornam partículas despertas do que Eu Sou, o Corpo de Luz com expressão própria confirma sua Presença ao Cosmos, no Agora contínuo. Por isso, o diálogo com elas na 3ª Dimensão é, na verdade, um monólogo comigo na 5ª Dimensão. Então, a Lei “Amarás a ti mesmo porque assim estarás Amando o Todo” se manifesta.
(continua...)

 Adriana Casanova, Manual para um Monólogo Amoroso