sábado, 13 de outubro de 2012

Medite ... pela sua saúde!



 Temos de aprender como descer da cabeça até ao coração, que foi posto de parte pela sociedade. A sociedade não nos ensina a via do coração, só nos ensina os caminhos da mente. Ensina -nos matemática, lógica, ciência... - todas elas cultivam a dúvida. A ciência evoluiu através da dúvida; no que diz respeito à ciência, a dúvida é uma bênção. Mas enquanto a ciência se desenvolveu cada vez mais, mais o ser humano foi diminuído. A humanidade desapareceu, o amor tornou-se praticamente um mito. O amor já não pertence a este mundo. Como poderá ser real? O nosso próprio coração já deixou de bater. Mesmo quando amamos, apenas pensamos que amamos. O amor surge através da cabeça. E a cabeça não tem a capacidade de amar. 
Comece a meditar. Comece a silenciar a tagarelice constante da cabeça. Lentamente, a mente tranquiliza-se. Envolva-se em atividades em que a mente não seja necessária - a dança, por exemplo. Dance, entregue-se à dança, porque na dança a mente não é necessária. Ao entregar-se à dança, o coração começará novamente a trabalhar. Mergulhe na música. Progressivamente verá que o mundo do coração é completamente diferente. E no coração existe sempre confiança. O coração não sabe duvidar, tal como a mente não sabe confiar. 

 Osho