segunda-feira, 1 de outubro de 2012

A quem dá o seu poder...?


"Não importa se as pessoas a criticam. O que importa é o que você significa para si mesma. E não deve ser pouco...TODO MUNDO TEM PODER, GENTE. Isso é fato. Quando temos a consciência desse poder, todas as forças do universo trabalham a nosso favor. Tudo caminha extraordinariamente bem.
O porém dessa história toda é que, geralmente, nos encontramos divididos dentro de nós mesmos. Na grande maioria das situações, uma parte da gente caminha, e a outra fica parada por causa dos medos e das inseguranças.
Um dos fatos, inclusive, que faz com que percamos nosso poder é a VAIDADE. Vaidade é a ilusão de que eu vivo da opinião do outro. Vaidade é INFANTILIDADE, dependência e uma deturpação da imagem de si mesmo. Quer ver? Você já deve ter ouvido a seguinte frase: "Se você me amar, vou ser feliz". Mentira, gente! Ninguém sente dentro de si mesmo o amor do outro. Mais um exemplo, que diz: "Quando todo mundo me aceitar, vou me sentir maravilhosa". Pois eu digo que não! Somente quando você se aceitar é que realmente você vai se sentir bem e plena. Veja bem: você vive com aquilo que tem, suas emoções, seus sentimentos, sua cabeça - e não com a cabeça e o coração do outro. O grande erro do ser humano é que passamos a maior parte da vida submetidos à aprovação, à consideração, ao aplauso, ao apoio do outro. A vaidade nos faz ter essa ilusão de que a opinião do outro é melhor. E, nessa ilusão, acabamos DANDO PODER PARA O OUTRO.E mais: quanto mais poder você dá para a coscuvilhice, mais ela vem até você. Quanto mais poder DÁ ÀS CRÍTICAS, mais elas chegam. Quanto mais poder DÁ ÀS PERDAS, mais elas acontecem. MUDE ESSA DINÂMICA. Quanto mais importância você der para A SUA SORTE, SUAS CONQUISTAS E OBJETIVOS, para os seus SENTIMENTOS e suas VERDADES, mais fortes eles ficarão na sua vida
RESPEITAR-SE É ESSENCIAL. Não importa se as pessoas a CRITICAM OU a ELOGIAM. O que importa é o que você é para si mesma.

Luis Gasparetto