quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Telepatia... percepção extra-sensorial!

 
Aquando da fundação da Sociedade de Investigação Psíquica (1882) iniciou-se um interesse internacional para a hipótese de explicar através da teoria as “ondas cerebrais” os fenómenos de aparição no momento de morte de uma pessoa, assim como a clarividência, telepatia e outros fenómenos. O curioso neste fenómeno é que a transferência de pensamento não é modificável pela distância e nem pelo tempo. Os testes de confrontos pelo electroencefalográfico, nos EUA e na antiga Rússia Soviética, sugeriram perfeita sincronicidade nos ritmos alfa, ou ondas cerebrais relativas aos electroencefalogramas do emissor e do receptor, durante transmissões telepáticas, no estado da vigília física ordinária. Pela Conscienciologia, entendemos a telepatia como um fenómeno para-psíquico em que empregamos outras faculdades além das sensoriais (os 5 sentidos físicos básicos), e motoras (movimentação muscular). É um fenómeno para-psíquico elementar, pois trata da transmissão e recepção de Pensenes (pensamentos, sentimentos e energias) entre 2 ou mais consciências. É a comunicação através da unidade básica (os pensenes) de manifestação da consciência. A maioria destes para-fenómenos pode ocorrer durante a VFO - Vigília Física Ordinária, ou também no estado projectado, fora do corpo. Pode ocorrer entre quaisquer consciências independentemente da dimensão em que estejam se manifestando. O facto é que constantemente consciente ou inconscientemente, recebemos influências telepáticas de outras consciências nesta e/ou de outras dimensões, entretanto, na maioria das vezes não nos apercebemos deste facto e não os discriminamos a achar que tais pensamentos são nossos. É importante percebermos mais profundamente e buscarmos uma autoconscientização desta condição para que não sejamos manipulados e induzidos a determinado(s) pensamento(s) e comportamento(s) sem discernimento. 



Além de homens, mulheres e crianças, a consciência extrafísica, que já passou pela morte biológica e/ou a consciência projectada fora do corpo pode induzir pensamentos em outros seres, que pode reverter em acções, especialmente sobre animais diversos, por exemplo, gatos que lhe sejam afins.
Outro exemplo interessante dessa forma de comunicação é a que encontramos no livro “Projeções da Consciência”, cap. 35, pág. 113-114, quando o professor Waldo Vieira conta como funcionou a telepatia extrafísica com a sua esposa, durante uma projecção.
Também é mostrado exemplos interessantes deste fenómeno no filme Always - Além da Eternidade, de Stephen Spielberg, (USA, 1989).
O ideal é desenvolvermos o nosso parapsiquismo de maneira lúcida para discernir o que é meu e o que do outro (o que vem de fora, externo a mim), como nas ocorrências da telepatia. Em um aspecto os pesquisadores são unânimes quando afirmam que a telepatia requer uma mente tranquila e imperturbável para que possa ocorrer. A tensão que domina a gente nos dias de hoje pode dificultar tais percepções por isso aumenta a vulnerabilidade às manipulações justamente pela falta de lucidez e discernimento actuantes no quotidiano de toda gente.
A Academia Internacional da Consciência (IAC – International Academy of Consciousness) dentro do seu curso regular CDC – Curso de Desenvolvimento da Consciência busca estudar a complexidade da consciência, suas manifestações, os estados alterados de consciência e os fenómenos desencadeados a partir daí, além de outros assuntos relacionados com a Evoluciologia.

Líssia Pinheiro