quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Libertar-se da ilusão de ótica...

O ser humano é parte do todo que chamamos “Universo”, uma parte limitada pelo tempo e espaço. Ele experimenta-se, experimenta os seus pensamentos e sentimentos, como algo separado do resto – uma espécie de ilusão de ótica da sua consciência. Essa ilusão é uma prisão para nós, pois restringe-nos a desejos pessoais e a uma afeição voltada para poucas pessoas mais próximas. A nossa tarefa deve ser libertar-nos dessa prisão, ampliando o nosso círculo de compaixão para abarcar todas as criaturas vivas e a totalidade da natureza na sua beleza.
Albert Einstein
 
Isa