quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Autodefesa e autoconsciência energética

Olá amigos sonhadores!

Hoje vou abordar a temática - autodefesa energética e assimilação de energia dos outros. Vamos realçar situações que nos acontecem constantemente mas que a maior parte das vezes não temos consciência plena delas ou mesmo nenhuma. vou concretizar.
Regra geral as pessoas pensam que tudo o que lhes acontece está diretamente relacionado com a energia que cada um próprio carrega nesse momento. No entanto, como já a psicologia, filosofia budista e outras áreas da ciência comprovaram a energia de cada um é sensível às emoções e estados de espírito  que alberga no seu íntimo. Assim torna-se imprescindível observar o próprio corpo, as sensações, os pensamentos e os sentimentos. Somos seres responsáveis pela energia que criamos para nós próprios, e somos também responsáveis pela energia que transmitimos a outras pessoas.



Segundo  o Curso de autodefesa energética, existe uma participação do próprio indivíduo quando este sente, por exemplo, uma dor de cabeça, um peso no ombro, quando começa a ter pensamentos estranhos sem razão aparente, quando chora sem motivo, quando sente frio durante um dia de grande calor, quando sofre acidentes consecutivamente, quando a vida parece bloqueada e nada parece dar certo. Estes, são apenas alguns exemplos de sintomas de assimilação e energia de outras pessoas.
O que fazer? A resposta está em aprender a andar única e exclusivamente com a sua própria energia, sem a energia de mais ninguém. É preciso aprender a preservar a energia individual, o que não significa evitar o contacto com outras pessoas, mas sim desenvolver consciência energética e presença de espírito. É necessário "estar em casa". Falo da única e verdadeira casa que possuímos e que é o nosso corpo, a casa do nosso espírito. E o espírito estará onde a atenção estiver centrada.
O primeiro passo é desenvolver autoconsciência energética. Se eu não conhecer a minha energia, também não consigo saber de que forma estou a permitir que outras energias externas entrem na minha vida e interfiram no meu dia-a-dia. Cada pessoa possuí níveis diferentes de bloqueios energéticas ou psíquicos. O importante é que cada pessoa consiga preservar a própria energia, física e psíquica, e experienciar uma vida livre de bloqueios energéticos e confusões espirituais.
  
Mestre Denis Alves Viatico

Se se interessam por este tema pesquisem mais post aqui no blogue.

Beijinhos energéticos!
ISA