quarta-feira, 13 de junho de 2012

Descubra de que medos é prisioneiro...


 
 
Grande parte dos medos que nos afligem nada mais são do que um sinal do nosso orgulho. O medo é apenas um sintoma, o orgulho a causa. 
Preste atenção e registe de que  medos é prisioneira e veja o que está por trás de cada um deles...
 Eis o significado dos medos mais comuns:

Medo de traição - o orgulho não aceita a rejeição e, saber que não pode controlar as ações dos outros torna-se insuportável.


Medo de perder o prestígio social - o orgulho não aceita que todo o seu "sacrifício" afinal não teve valor para determinadas pessoas.

 


Medo de se expressar, de ser quem realmente é - o orgulho não aceita crítica, é vaidoso, e por isso reprime-nos constantemente. A pessoa finge ser algo que não é para agradar os outros e com isso atrai muitas doenças. Fica dependente de um conjunto de padrões de comportamento só para agradar, ou fica depressiva, ou desenvolve um síndrome qualquer porque não respeita a sua essência com medo de não ser aprovada pelos outros.



 

Medo de impor limites - o orgulho está sempre a alertar que deverá dizer sempre "sim" para ser aprovada por todos.


 

 Medo de fazer/ser algo novo ou diferente - o orgulho avisa que se errarmos vamos ser ridicularizados.


Trabalhar o orgulho em nós é extremamente importante, para que possamos identificar e eliminar as causas do nosso sofrimento.  E, sobretudo possamos respeitar a nossa essência e com liberdade sermos nós .

 

Saber identificá-lo é libertador! Por isso, fique atento!

Beijos corajosos

I.M.