quarta-feira, 13 de junho de 2012

Somos todos Um...

 
 
Alcançar a 5 D III

Uma Lei do conjunto de Conhecimento em 3ª Dimensão:
“Amarás ao próximo como a ti mesmo”. Perfeito. Ensina para o Amor... sobre como devemos Amar incondicionalmente. Matemática Divina para a 3ª. Dimensão de consciência.
Esta Lei no conjunto de Conhecimento na 5ª. Dimensão:
“Amarás a ti mesmo porque assim estarás Amando o Todo”. Perfeito. Ensina para o Amor... sobre como devemos Amar incondicionalmente. Matemática Divina para a 5ª. Dimensão.
Para uma consciência na 5ª. Dimensão, a primeira versão da Lei não é mais portadora de sentido, tão pouco necessária.
Primeiro porque para a consciência em 5D, somos todos UM. Ou seja, esta consciência tem Conhecimento Cósmico suficiente para desvendar que, na 5ª. Dimensão, somos um só Corpo de Luz, já que superamos a ilusão do isolamento em bilhões de partículas de uma só consciência.
Depois... e esta é uma interessante condição... porque não há nada além de si, para Amar na 3ª. Dimensão. As partículas que despertam para a 5ª. Dimensão começam a compreender que na 3ª. Dimensão não existe o próximo; o outro. Não só porque somos todos UM. Mas, especialmente porque cada partícula do Corpo de Luz experimenta seu próprio enredo tridimensional, conhecido como vida, dentro do qual as outras partículas são apenas projeções...
Esta é uma condição incompreensível para uma consciência tridimensional. Só faz sentido para aquelas partículas que vão despertando para a 5ª. Dimensão.
Há uma Lei Eterna da Matemática Divina que rege: “O Conhecimento se auto-protege”. E assim é até que seja dado o momentum cósmico para que ele se revele a cada consciência. E é porque cada Conhecimento faz sentido para sua própria Dimensão de Existência, que chega o momentum de lembrar o conjunto ordenado de Conhecimento para a 5ª. Dimensão, com o propósito de realizá-la.
Esta é uma tarefa para todas as partículas que despertam.
Um Serviço em favor do Despertar do Anjo.
Em plena Harmonia com a Matemática Divina.
E estas Mensagens têm a finalidade de acompanhar a lembrança para o Lar.
Sinais... migalhas de pão deixadas nos caminhos do passado, com o propósito de transmutá-lo, em busca do Corpo de Luz.
(Continua)
 Adriana Casanova, Manual para um Monólogo amoroso