domingo, 24 de junho de 2012

Amor e ódio...

Neste mundo, o ódio nunca dissipa o ódio.
Só o amor dissipa o ódio.
Esta é a lei antiga e inextinguível.

Buda, sé. V A.C.

Só a luz pode dissipar a escuridão:
o amor é luz, a luz é o seu ser, e
o ódio é a escuridão do seu ser.

Como é que se deixa entrar a luz? Tornando-se silencioso,
sem pensar, consciente, alerta, atento, desperto -
é assim que a luz entra. Sempre que 
estiver alerta, desperto, não encontrará ódio.

Estas são experiências a fazer,
não apenas palavras a compreender
- são experiências.

Tente odiar alguém conscientemente e
verificará que é impossível. Ou desaparece 
a consciência, e então poderá odiar; ou está consciente
e o ódio desaparecerá; não podem coexistir. A luz e a 
escuridão não podem coexistir, pois a escuridão não é mais do que a ausência de luz.
OSHO